distância
Michelle Branquinho

Michelle Branquinho

Cinco dicas para fazer um relacionamento à distância dar certo

Fazer um relacionamento dar certo não é uma tarefa fácil e todo mundo sabe disso. Lidar com as diferenças, adaptar escolhas, ouvir o que o outro tem a dizer, aprender a ceder… e a lista poderia ainda continuar. Mas, e quando se soma o fator “distância” em meio a tudo isso?

A palavra-chave para relacionamentos a distância é: confiança! A sua presença pode evitar muito problemas, enquanto que a sua ausência leva às duas partes da relação sofrerem com dúvidas, medo e com uma grande instabilidade emocional.

Quero te dar uma boa notícia: um estudo feito nos Estados Unidos pelo Centro de Estudos das Relações de Longa Distância, concluiu que a chance de um relacionamento a distância durar mais de seis meses pode ser de 73%.

Acredito que se você está neste artigo é porque quer descobrir conselhos eficientes para tornar esse processo mais leve e colher os benefícios dessas dicas em seu relacionamento — é exatamente isso que veremos a partir de agora.

     5 coisas que fazem um relacionamento a distância dar errado

  • Permitir que a insegurança na relação afete a sua própria confiança de que esse relacionamento poderá ser duradouro e saudável;
  • Acreditar que poderá ser traído (a) a todo momento;
  • Necessitar comprovar àquilo que a pessoa com quem se relaciona está falando;
  • Não terem planos futuros e metas em comum;
  • Comparação com outros casais que não vivem nas mesmas circunstâncias.

Com quantos destes pontos você se identifica? Começamos estabelecendo os pontos que fazem uma relação a distância dar errado ou — no mínimo — ser repleta por problemas, dúvidas e conflitos. Agora que você sabe atitudes que sabotam a sua relação se torna mais fácil refletir sobre os próprios comportamentos, e uma vez que colocar um fim neles, é aberto um espaço para a adoção de novos hábitos e de atitudes que elevam as chances do seu relacionamento ser duradouro e adequado às expectativas dos dois lados envolvidos.

Vivemos em um contexto onde existem mais recursos a favor deste tipo de relacionamento do que havia há nem tanto tempo atrás. As cartas e cartões postais ficaram para trás, assim como as chamadas com preços altíssimos. O desafio agora é aprender a utilizar as novas ferramentas de comunicação a favor do seu relacionamento.

          5 coisas que fazem um relacionamento a distância dar certo

Vamos agora para o foco deste artigo, você já sabe o que deve afastar em um relacionamento à distância, então, nesse segundo momento, vamos entender quais são as escolhas e atitudes que poderão ser seus aliados em fazer a sua relação dar certo.

  • Entender que excesso de comunicação não significa qualidade – Se vocês estão em um relacionamento saudável, é natural que ambos se interessem pela vida do outro. Como estão as coisas no trabalho, compartilharem momentos de descanso, ouvirem o que cada um tem a dizer. No entanto, isso não significa mensagens infinitas e questionamentos a cada minuto. Na realidade, uma comunicação efetiva não está no excesso de contato, mas na qualidade da troca que se escolhe compartilhar.
  • Valorizar as pequenas coisas – É certo que há uma vantagem presente nesse tipo de relação quando se compara os relacionamentos mais “convencionais” — a valorização dos pequenos detalhes. O toque das mãos, o som da voz, o serem vistos em público e tantas outras ações vistas até como banais e ordinárias para outros casais, é algo valorizado e aguardado com ansiedade. Portanto, faça do ordinário algo extraordinário e valorize esses momentos.
  • Não dependa da dependência – Bom, o que quero dizer com esse jogo de palavras? A dependência emocional pode ser ainda mais intensa em casais que vivenciam a experiência da distância. Vemos os efeitos disso quando alguém passa a não ver mais “graça” naquilo que está ao seu redor, se compara intensamente com outros casais e até deixa de estar presente em ocasiões com amigos pelo desconforto de estar sozinho (a) e não param para enxergar a alegria dos momentos presenciais — sempre pensando em como estaria melhor caso o outro estivesse ali.
  • Não seja vítima das estatísticas – No começo deste artigo você leu o resultado de uma pesquisa que revelou que 73% das relações a distância duram mais que seis meses. Mas, esse tempo pode estar muito abaixo do que é considerado “dar certo” para você e sem dúvidas, pode ser tentador dar ouvidos a tantos exemplos ao seu redor (ou de histórias que pessoas próximas te contam) de que relacionamentos à distância estão fadados ao fracasso. Nesses casos, “Nadar contra a maré” pode ser cansativo! Mas, exemplos externos não podem decretar uma sentença para a sua relação.
  • Sejam claros sobre expectativas para o futuro – Quais são as metas que ambos visualizam para um futuro a curto, médio e longo prazo? Chegar a conclusões pode ser uma tarefa difícil e que gera desconforto, mas fugir não é uma boa solução. É inevitável pensar sobre a possibilidade de futuras mudanças geográficas, entender se é possível combinar os sonhos e ambições de ambos, além de uma série de outros questionamentos também presentes na vida de qualquer casal que escolhe estabelecer um compromisso mais duradouro e estável. O futuro precisa ser um espaço onde haja espaço para um projeto em comum até porque, ignorá-lo só faz sentido se você não pretende construir algo que ultrapasse o aqui e agora.

Espero que essas dicas possam te ajudar a olhar as possibilidades para o seu relacionamento com um olhar mais positivo! Lembre-se também de procurar por formas criativas de compartilharem momentos juntos, vale até fazer chamada de vídeo onde não irá se conversar por longas horas, mas saberão que o outro está ali presente. Com certeza a criatividade é uma aliada, e ainda que de fato seja um desafio, ambos poderão encará-lo com mais leveza e esperança.

Para ler mais sobre os dilemas de um relacionamento e conteúdos relacionados a autoestima, relações e comunicação, sugiro que me acompanhe no meu Instagram @psimichellebranquinho. Se essas dicas te ajudaram, me conte por lá!

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fale conosco pelo Whatsapp