orgulho relacionamento
Michelle Branquinho

Michelle Branquinho

Como lidar com o orgulho em um relacionamento?

“Melhor machucar do que ser machucado”, uma frase típica que tanto ouvimos nos dias atuais, consequência de vivermos na era do desinteresse, na qual as pessoas buscam ao máximo, em um relacionamento, mascarar suas emoções e enterrar os sentimentos. Vejo sempre em meus atendimentos, a forma como o orgulho tem o poder de destruir uma relação de anos, ou até mesmo, em alguns casos, seja ele o fato de impedimento para que um relacionamento venha a existir.

Não posso deixar de atentar aos riscos de ser ou estar envolvido em um orgulho doentio. Por isso, no texto de hoje, trabalharei com você sobre como lidar com isso no seu relacionamento e a como empenhar-se para salva-lo. Vamos lá?

Como lidar com o orgulho no relacionamento?

Antes de começarmos, gostaria de deixar claro que existem dois tipos de orgulho: o orgulho saudável e o orgulho doentio.

O orgulho saudável pode ser associado a uma boa autoestima e autoconfiança, na qual encontra-se razões positivas em si mesmos, tendo prazer na auto realização. Já o orgulho doentio é aquele em que a pessoa, através de atos ou palavras, tenta provar para si mesma ou para quem estiver por perto, quão competente ela é, buscando mostrar sua autoconfiança, que no fundo é abalada.

Pode ser que seu parceiro seja essa pessoa, que tem a autoconfiança abalada e necessita a todo tempo, te diminuir ou tirar sua credibilidade dentro da relação. A pessoa orgulhosa tem certa dificuldade de perceber, e até mesmo, de aceitar erros de conduta, buscando sempre ser o correto, inteligente e corajoso na relação.

Entendendo o orgulho

Como eu disse antes, as pessoas nos tempos atuais preferem mascarar seus sentimentos em prol de uma equivocada tentativa de preservar a dignidade. Porém, em um relacionamento, ou você se entrega, se esforça e faz valer a pena o tempo que está com aquela pessoa, ou simplesmente não o tem. Relacionamento, meus caros, é se doar.

Porém, aceitar o orgulho de seu parceiro (a), pode acabar se tornando um relacionamento tóxico consigo mesmo. A pessoa orgulhosa tem dúvidas a respeito de seu próprio valor, sentindo a constante necessidade de autoafirmação, construindo barreiras ao redor de si mesmo para que não tenha que lidar com acusações.

Tal atitude pode ser gerada inconscientemente, o que torna o processo de percepção mais problemático e a relação com o companheiro, dolorosa. Isso afeta negativamente o relacionamento do casal, na qual ambos acabam ficando sobrecarregados e conferindo uma conotação ruim à relação, que em casos extremos chega ao ponto da desistência.

Identificando o orgulho na relação

Neste momento, você pode estar se perguntando como saber se está sendo alvo do orgulho de seu parceiro, ou fazendo com que ele se encontre nesta situação. Bom, se atente a esses sinais que irei citar adiante.

  • “Dar um gelo”
    É aquela famosa ignorada quando você ou seu parceiro estão chateados um com o outro, e saiba que essa é uma atitude orgulhosa. Porém, é algo totalmente normal, mas o que o casal não pode normalizar é usar isso com frequência, pois quanto mais se prolonga uma situação de desentendimento, mais o casal ficará afastado.
  • Não assumir o próprio erro
    O orgulho, mesmo que prejudicial à vida a dois, está sempre presente, principalmente no momento de assumir a culpa por algo que fez. Muitos casais passam a culpa um para o outro como se fosse um jogo de batata quente, e o que isso acarreta é uma maior distância no relacionamento.
  • Humilhar
    A humilhação parte, na maioria das vezes, de uma atitude orgulhosa, e quase sempre como um mecanismo de defesa. Para se resguardar de algo que se passa no próprio interior, a pessoa adota a humilhação para ser superior em uma determinada situação, o que acaba com a autoestima do companheiro e empobrece a relação.

Essas são algumas das atitudes que você pode observar em seu relacionamento, e estar ciente sobre tais atitudes, tanto sua como de seu parceiro, é fundamental para que seja possível reparar quaisquer desigualdades fruto do orgulho.

Mão na massa!


“Doutora, minha relação está sendo alvo de um orgulho doentio. O que eu posso fazer?” Você conseguir ter essa percepção sobre o seu relacionamento, já é algo bastante positivo para remediar o que foi causado! Então,

O melhor remédio para lidar com o orgulho em um relacionamento, de fato, é ter uma famosa “DR”, ou discussão da relação. Pode ser doloroso no início e ambos fiquem desapontados, mas é um mal que vem para o bem, como diz o ditado popular. Essas discussões não servem para apontar erros e julgar o companheiro, mas sim para que o casal lave a roupa suja e cheguem à raiz do problema: o orgulho excessivo.

Sempre que um casal discute a relação, gosto de levantar alguns pontos para ajudar a guiar o rumo da conversa a fim de obter um resultado mais certeiro e justo. São eles:

  1. Honestidade
    Tal fator é de extrema importância no relacionamento, afinal, sem ela, os dois não podem chegar a lugar algum. Ela permite que haja um reencontro com as emoções sem barreiras que impeçam isso. Seja honesto, fale o que te incomoda e machuca na relação, nas atitudes orgulhosas de seu parceiro.
  2. Baixar a guarda
    Significa baixar a guarda, ceder e se livra do egoísmo que o leva a se prender e se esconder no orgulho. Neste ponto, quero que você avalie se é realmente vantajoso para ambos continuarem brigando, se machucando pelo orgulho, se isso irá acrescentar algo à relação. Saia da defensiva e lute pelo que você têm, assuma erros se for preciso e acima de tudo, esteja aberto a diferentes pontos de vista.
  3. Procure ajuda
    Está tudo bem em procurar ajuda profissional para reviver seu relacionamento, e perceber isso é um exercício de desenvolvimento da inteligência emocional e auto avaliação. Digamos que já é um passo à frente para salvar seu relacionamento, e é nesse ponto que eu entro!

Trabalhando na relação por meio da comunicação, os momentos mais duros de tensão entre o casal, serão mais fáceis de serem lidados, pois haverá a presença do diálogo e ambos saberão o limite do outro. Que tal colocar essas dicas em prática hoje mesmo?

Gostou deste conteúdo? Me mande sua opinião no meu perfil no Instagram (@psimichellebranquinho), vou adorar tirar as suas dúvidas e ouvir a sua história com seu parceiro (a)..

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fale conosco pelo Whatsapp