dependente-emocional
Michelle Branquinho

Michelle Branquinho

Como saber se sou um dependente emocional?

A dependência emocional é caracterizada pela relação de apego exagerado e pela sensação de validação externa, ou seja, você precisa que o outro determine o seu valor para assim se sentir bem consigo mesmo. Problemas de autoestima, constante sensação de insegurança, medo de ser rejeitada e dificuldade em dizer não, estão entre a lista das atitudes mais conhecidas. Agora, como você pode reconhecer se de fato é uma pessoa dependente emocional? É o que eu desejo te ajudar a responder com este artigo! Para isso, vamos começar com a seguinte pergunta:

 O que é ser dependente?

Se fizermos uma rápida pesquisa em um dicionário, encontraremos como resultado do substantivo “dependência”: estado ou qualidade de dependente; subordinação, sujeição” ou ainda “necessidade de proteção”. A dependência é percebida quando passamos a ligar duas coisas de maneira inseparável. Quer ver um exemplo simples? “Eu só irei sair para o cinema se alguém for comigo” ou ainda, “Eu só irei aceitar esse convite se essa pessoa achar que é uma boa ideia”. A dependência cria um vínculo difícil de ser quebrado, um elo que parece natural, como se sempre tivesse existido.

 Como isso se relaciona com as nossas emoções?

Talvez, você que esteja lendo este artigo, deseja saber os sinais para uma classificação que tem se tornado cada vez mais conhecida: a dependência emocional. Com esse texto quero te informar sobre atitudes que talvez você julgue serem naturais em relacionamentos, onde você “se importa com o outro”, mas que na realidade, revelam o início de algo que pode ser extremamente prejudicial para a sua saúde mental e nos seus relacionamentos.

Por que é importante reconhecer se você é um dependente emocional? A seguir, irei listar apenas algumas entre as consequências frequentemente observadas:

Características de uma pessoa dependente emocional:

– Insegurança para tomar decisões com autonomia;

– Incapacidade de desfrutar a própria companhia;

– Projeta o seu futuro com base em escolhas alheias;

– Ciúme excessivo nas relações pelo medo de perder quem ama;

– Não se sente merecedor de bons relacionamentos ou de conquistas individuais;

– Sente que a qualquer momento o outro pode te abandonar;

– Dificuldade em dizer não ou de emitir discordâncias pelo medo de ser rejeitado.

Se você sente que se encaixa nessas características, provavelmente é o momento de você buscar a ajuda de um profissional psicoterapeuta, pois é preciso que você encontre o caminho para encontrar um lugar saudável para você assumir em suas relações amorosas, sociais e familiares.

Quando você é dependente emocionalmente, a direção tomada é sempre rumo a uma prisão de sentimentos, um labirinto que pode gerar sérios danos para a sua autoimagem. Com a experiência que obtive por meio dos atendimentos psicológicos e com os meus estudos sobre o tema, posso afirmar que os primeiros passos são a busca pelo autoconhecimento e a melhora da autoestima. Quando você entende o que você deseja e aprende a valorizar os seus talentos e competências, você se liberta da necessidade de ser preenchido pelo outro ou de ganhar a aprovação externa.

Benefícios de não ser dependente emocionalmente

– Exclusão de frases, como: “O que eu preciso fazer para ser notado? ”, ou “Como posso conseguir esse elogio? ”

– Maior autonomia para tomar decisões e mostrar suas opiniões;

– Liberdade para demonstrar a sua personalidade sem pensar nas possíveis críticas;

– Tranquilidade em passar momentos sozinho e sem precisar do parceiro em todas as programações;

– Melhora da autoestima e do reconhecimento de suas virtudes.

A lista ainda continua com diversos benefícios, afinal quem é independente emocionalmente aprende a fazer bem para si mesmo e também para todos com quem se relaciona. Caso queira aprender a reconhecer-se importante, a entender como romper com padrões destrutivos e crenças limitantes, além de se sentir mais segura em todos os seus relacionamentos, você poderá conhecer o meu curso on-line “Dependência Zero”, onde vou poder te ajudar de forma mais personalizada e com maior profundidade. O curso é pensado em módulos que ajudarão você a entender os pontos mais comuns da dependência emocional e a como começar o seu próprio processo para identificar as estratégias e comportamentos certos para a sua independência.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fale conosco pelo Whatsapp