sabotagem
Michelle Branquinho

Michelle Branquinho

Quais são os sabotadores de uma relação?

Quero começar este artigo com algumas reflexões acerca dos seus relacionamentos. Pense e avalie: você sente que nunca é feliz em suas relações afetivas e não entende o porquê disso acontecer? Você já parou para pensar por que os seus relacionamentos não duram ou as razões para estarem sempre com problemas? Afinal, o que pode sabotar uma relação? Será que o problema está realmente no meu parceiro (a)?

A ideia deste artigo é explicar sobre as principais causas da sabotagem no relacionamento amoroso e trazer uma autoanalise sobre o assunto. Quem sabe com a leitura deste texto você não consegue descobrir onde realmente está o problema!

Veja só: você sonha em ter um relacionamento saudável e, é claro, sempre entra em relações com pensamentos positivos, apostando que vai dar certo. Você faz planos para o futuro a ser vivido com aquela pessoa e arrisca todas as suas fichas nessa nova relação, mas de repente, tudo começa a mudar e os problemas aparecem “do nada”. O parceiro (a) até tenta mudar, conversa, questiona, mas você acredita que não tem saída e decide sempre pelo término. Novamente, você se pega triste e chateado (a) pelo fim da relação e quando alguém pergunta sobre a razão do fim, nunca sabe de fato o que aconteceu.

Se identificou com a história acima? Parece familiar? Então, provavelmente a sabotagem pode estar integrando as suas relações afetivas e por esse motivo, você acaba por pensar que nunca terá alguém ao seu lado e que irá viver o resto da vida sozinho (a) e triste. A verdade é que talvez você esteja sabotando as suas relações sem se dar conta disso.

Mas, o que exatamente significa sabotar? Podemos comparar com o ato de boicotar. De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa, sabotar significa: Dificultar ou prejudicar uma atividade por meio de resistência passiva”.

            Muitos psicólogos chamam esse comportamento de autossabotagem, que pode ser definido como uma atitude que cria diversos problemas em sua própria vida cotidiana, o que interfere de maneira direta nas relações e também na concretização dos objetivos a longo prazo, como por exemplo, a decisão por um casamento.

Assim, a autossabotagem em relacionamentos é percebida quando você está ativamente tentando a arruinar seu próprio relacionamento, seja de forma consciente ou inconsciente.

Para algumas pessoas o pensamento de autossabotagem é tão forte e enraizado que é difícil perceber e reconhecer esse problema. Interessante destacar que a maioria dessas pessoas pensam que o problema sempre está no outro e não conseguem fazer uma autoavaliação da sua conduta.

Por esse motivo, quero aqui trazer uma alerta para você que se encontra nessa situação: entenda que o responsável pelos problemas pode ser você mesmo, que boicota os próprios relacionamentos sem nem perceber.

Embora esse comportamento se dê muitas vezes no subconsciente, há várias causas pelas quais alguém pode querer sabotar um relacionamento perfeitamente saudável. Vejamos algumas delas:

  • Baixa autoestima – O indivíduo está sempre achando que não é merecedor daquela relação e dessa forma, se contenta sempre com muito pouco, estando sempre sujeito a relações doentias, abusivas e até violentas. A pessoas que tem uma baixa autoestima se sujeita a conectar-se com alguém que faça ou ofereça menos do que ela merece, porque não consegue identificar as suas qualidades e portanto, não se acha merecedora de algo melhor.
  • Sentimento de rejeição – Quando há rejeição, existe também a preocupação com o fato do seu parceiro (a) deixar de gostar de você em algum momento da vida e consequentemente, te abandonar. Isso pode acontecer devido a uma experiência semelhante vivida na infância, problemas com abandono paterno, ou até mesmo a rejeição advinda de outros relacionamentos. Logo, para não sentir novamente a dor da rejeição, o indivíduo acha melhor terminar a relação para não se machucar.
  • Medo da dependência – Hoje em dia, fala-se muito sobre independência. Muitos temem em continuar a relação por medo de perder a sua liberdade e de repente, se verem totalmente conectados a alguém. Muitos preferem manter o distanciamento, principalmente de vínculos mais profundos, para que possam sentir que o seu senso de liberdade não será comprometido. No entanto, é necessário entender que as relações saudáveis são leves, sem cobranças intensas e que na verdade, há um compartilhamento de vida e não uma dependência.
  • Medo da intimidade – Esse é mais um motivo que leva algumas pessoas a sabotar suas relações. A maioria de nós deseja e necessita de intimidade, mas para alguns, esse elemento pode estar vinculado com experiências negativas. Com isso, evitam a proximidade emocional. O medo da intimidade costuma vir de relações complicadas e/ou abusivas com os pais, por exemplo. Em geral, pessoas que se autossabotam no amor, sofreram muito na infância e, por isso, desenvolveram a falsa crença de que não podem confiar em alguém.

Agora que você já sabe algumas causas da sabotagem em um relacionamento, veja abaixo alguns sinais que demonstram que você pode estar sabotando a sua relação:

  • Insegurança no relacionamento;
  • Crítica excessiva ao parceiro;
  • Guarda mágoa e rancor com frequência;
  • Evita compromisso;
  • Incapacidade de manter relações duradouras;
  • Ciúme excessivo;
  • Infidelidade.

Se você se identificou com alguns desses sinais em seu relacionamento afetivo, o meu conselho é para que procure conversar com seu parceiro e busque ajuda terapêutica.

Quer saber mais detalhes sobre alguns dos sinais da sabotagem que mencionei neste artigo? Me envie uma mensagem e acompanhe as minhas redes sociais (@psimichellebranquinho).

 

 

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fale conosco pelo Whatsapp